03.jpg
  help
Poetas sem Rede
Quinta-feira, 05 Julho 2018, 21:00
Poetas sem rede

Julho é também o mês em que se recorda a morte de Sophia de Melo Breyner Andresen (2 de Julho), e por isso é a nossa poeta de homenagem:

"Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias"  

Sophia de Melo  Breyner Andresen
Localização : Auditório / Galeria

Voltar

Rua Rodrigues Faria,n. 103 - Ed. G - 0.3, 1300-501 LISBOA (Antiga Gráfica Mirandela em Alcântara)