A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.
// 24 Out  2019
Categoria de Evento:
21:30 - 22:30

Estéril visa ser uma sátira alegórica que surge da necessidade de compreender a origem da nossa raiva. Pretendemos desenterrar e dissecar conceitos como o amor, a procriação, o sexo, a morte, a justiça e a religião, através da perspectiva da nossa condição feminina. Queremos, ao pensar o passado e a evolução destas temáticas (pondo-as em causa), assumir a forma de sátira, e pôr de parte qualquer tipo de julgamentos morais. Invocamos a “Alegoria da Caverna” de Platão, pois procuramos dar luz às sombras de um mundo que continua a ser lugar de ignorância e punição. Através da luz – símbolo da inteligência, da clarividência, da cultura – visamos escrutinar o mundo das ideias, em busca de um manifesto.

// 24, 25, 26 Out às 21h30
//
Galeria
(1º Piso)

 

Joana Petiz nasceu a 5 de Junho de 1995 no Porto, e foi uma “enfant terrible” nos seus primeiros anos de vida, o que fez com que os seus pais a levassem a experimentar todo o tipo de desportos. Aos 13 anos descobriu o teatro, e abandonou o ensino Secundário em Ciências e Tecnologias, para ingressar no curso de Interpretação da Academia Contemporânea do Espectáculo, no Porto. Licenciou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema, em Teatro, ramo actores. Trabalhou com a Assédio Teatro e com o Teatro do Bolhão, no Porto. Em Lisboa trabalhou com a companhia emergente Bestiário. A Joana tem um particular gosto por encruzilhadas, gosta de criar problemas para os resolver; de discordar pelo puro prazer de discordar em prole de encontrar algo novo. Aceita as contrariedades como desafios. O seu instinto é bruto, contudo é bem educada, e daí advém a sua delicadeza.

Patrícia Deus nasceu a 24 de Novembro de 1997, em Sintra. Em 2012 começou a estudar na Escola Profissional de Teatro de Cascais, finalizando em 2015. Desse percurso, salienta a aprendizagem da técnica de Mikhail Chekhov, com Nicolau Antunes, e as aulas de Interpretação com Beatriz Batarda. Licenciou-se em Teatro – Ramo Atores, na Escola Superior de Teatro e Cinema. No projeto final participou no espetáculo OPUS, sob a direção de Jean-Paul Bucchieri. Esteve de Erasmus na Real Escuela Superior de Arte Dramático em Madrid, em teatro gestual. Em 2018 participou no workshop Bad and Sick, dirigido por John Romão. Profissionalmente trabalhou com o Teatro Experimental de Cascais, com a Companhia Andrómeda, com a Inquietarte e os Cepa Torta e com a Casa Cheia. Entrou em curtas e longas metragens, assim como séries. Salientam-se os trabalhos na WebSérie On C@ll para a RTP, e em dobragens a personagem April na série argentina da Disney Channel, O11CE.