A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.
// 08 Jun  2022
Categoria de Evento:
19:00 - 20:30

 

 

A primeira sessão do ciclo de conversas “Lisboa: Por Uma Cidade Viva e Acessível”, terá enfoque no Planeamento do Futuro. Falaremos de como se pode planear o futuro da cidade de Lisboa em termos de mobilidade e espaço público, que planos municipais deverão ser criados ou estar em execução, a importância do envolvimento da população e de projectos de participação cívica. Nesta primeira conversa participam João Barreto da MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta, Miguel Correia Pinto da Caracol POP – Associação e Patrícia Melo da Cooperativa Bicicultura. O debate será moderado por Sandra Fernandes da MUBi.

 

Sobre os participantes: 

João Barreto | Coordenador da MUBi Lisboa. Professor universitário no IST, investigador no INESC-ID. Mora em Lisboa e utiliza a bicicleta regularmente desde há vários anos, muitas formas em combinação com transportes públicos. Juntou-se à MUBi assim que soube da existência da associação, muito motivado pela possibilidade de, em conjunto com outros voluntários, poder contribuir para termos cidades mais humanas e com melhor qualidade de vida.

Miguel Pinto | Membro da Direção da Caracol POP Associação, tendo estado envolvido em vários movimentos em prol de um urbanismo mais focado nas pessoas na zona de Arroios, como o Jardim do Caracol da Penha, o Stop Torre Portugália ou, mais recentemente, a discussão sobre o futuro de Almirante Reis. Membro da Direção da ILGA Portugal entre 2005 e 2014, promoveu e assistiu a avanços em defesa da igualdade de género e dos direitos das pessoas LGBTI.

Patrícia Melo | Co-fundadora da Bicicultura, professora e investigadora no ISEG/Universidade de Lisboa nas áreas de economia urbana e regional, e economia de transportes. Tem coordenado vários projetos de investigação sobre os impactos económicos e territoriais de investimentos em transportes.

 

Sobre as associações:

A MUBi, fundada em 2009, assume como sua missão ajudar a criar condições para que qualquer pessoa possa utilizar a bicicleta de forma fácil, agradável, eficiente e segura, e que os benefícios desta opção sejam amplamente reconhecidos. A nossa visão passa por um Portugal com qualidade de vida, onde uma convivência harmoniosa entre a bicicleta e as várias opções de mobilidade contribua para um espaço público universalmente acessível, agradável e seguro, numa sociedade solidária, consequente, responsável e sustentável.

A Caracol POP – Associação é uma ONG criada em 2017 por amigos cidadãos de Lisboa, de Arroios e Penha de França, na sequência do processo do Movimento pelo Jardim do Caracol da Penha. Tem como objeto a participação cidadã, os instrumentos de democracia participativa, e a criação de comunidade.

A Bicicultura é uma cooperativa com fins não lucrativos dedicada a fomentar, através de intervenções socioculturais e outras, o uso da bicicleta para transporte, trabalho, lazer e terapia, por todos os segmentos da população, para o bem-estar das pessoas e o desenvolvimento sustentável.

 

// Livraria (rés-do-chão) // Entrada Livre