A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.
// 23 Abr  2020
Categoria de Evento:
18:30 - 21:00

Este encontro propõe um confronto autêntico e criativo com a nossa impermanência. Usaremos como referência os ciclos da Natureza e, como inspiração, os princípios e a metodologia da Educação Universal para a Sabedoria e Compaixão. Estar ciente da transitoriedade implica uma grande mudança nas nossas vidas e torna-se um impulso para viver cada dia com maior atenção e presença. É uma realidade que nos ajuda a distinguir com muita clareza o que importa para nós, e a comprometer-nos com o que o nosso coração aponta. Nesta partilha, exploraremos juntos como a consciência da transitoriedade nos torna mais autênticos connosco e com os outros, abrindo-nos para o imenso potencial criativo que somos. Serão propostas algumas práticas individuais e em grupo, para apoiar a integração dos conteúdos. O propósito é refletir como uma atitude em relação a cada momento das nossas vidas é importante quando se trata de desfrutar de uma vida com sentido, apaziguando e elevando os nossos corações.

“Se tudo está em constante mudança, tudo é possível.”
“Quanto mais nos separamos do resto da criação, quantos mais avanços registamos na nível científico e médico, e quanto mais subscrevemos uma visão do mundo materialista, mais parecemos negar e temer a morte.” (Christa Mackinnon)

 

 

Ana Catarina

Nascida a 21 de dezembro de 1980.
Sou Enfermeira, desde 2002. Fiz formação pós-graduada em Cuidados Paliativos e mestrado em Dor, na Universidade de Medicina de Lisboa. Sou formadora. Fiz o curso de doula do nascimento em 2015. Percorri círculos de council, círculos femininos e de guardiãs dos círculos, sexualidade sagrada, retiros de meditação. Fiz o curso de meditação para crianças, na Myogi, o curso de reflexologia no IRIL. Fiz o curso de amamentação pela rede amamenta, em 2018, o de certificação em encorajamento com a Danielle Capella em 2019. Sou voluntária na associação plantar uma árvore e da Amara (Associação pela Dignidade e Vida na Morte). Sou a fundadora do primeiro curso de doulas do fim da vida em Portugal com a Amara. A fazer formação na escola online soul midwives do Reino Unido e formação em Xamanismo com a Carla Mourão. Sou uma curiosa da Vida.

 

Filipa Lys

O Caminho de Vida orientou-a para a Saúde e Educação. Iniciou a sua prática de meditação em 2012, num retiro num mosteiro budista tibetano, no Nepal. Estudou Educação Universal, pela Fundação para o Desenvolvimento da Compaixão e Sabedoria (FDCW), tornando-se facilitadora de um dos seus programas – 16 Atitudes para a Vida. Colaborou na clínica Shakyamuni Buddha Health Care Center – projecto do Root Institute for Wisdom Culture, em Bodhgaya, na Índia, servindo as pessoas doentes sem recursos, coordenando os programas de saúde comunitária, actividades educativas e de desenvolvimento. Em 2014 iniciou-se um novo ciclo, cuidando do seu Pai, desde o seu diagnóstico de demência até à sua partida, durante três anos. Pela vivência desta experiência, reconhece nos recursos da Educação Universal, práticas inspiradoras para uma vida autêntica, presente e com sentido. Foi Oradora na Conferência Alzheimer e outras Demências, a convite da Alzheimer Portugal, em 2017 sobre o tema “Compaixão e Sabedoria”. Estudou e vivenciou o Feminino e Masculino Conscientes e Sagrados, com Vera Faria: um caminho iniciático, honrando cada ciclo da Vida. De 2017 a 2019, foi Assistente do curso de Shiatsu no Instituto Macrobiótico de Portugal. É terapeuta.

 

 

// facebook

// Galeria (1º Piso) // Entrada Livre