A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.
// 04 Ago  2021
 / 29 Ago  2021
Categoria de Evento:
0:00 - 23:59

Através do desenho e da pintura, usando tinta-da-china, acrílico e óleo, e como suporte o papel, retrato o que observo à minha volta. São breves instantes, recantos, momentos congelados no tempo. Uma pausa. A necessidade de parar, de respirar, de recomeçar… a metamorfose constante.
As obras apresentadas fazem parte de um diário de viagens, onde registo alguns momentos, ambientes e situações, com o intuito de despertar o observador para diversas realidades físicas e emocionais. Sobre esse registo inicial, mais brusco, a tinta-da-china, desenrolam-se as restantes cenas, a óleo. Contrastando o registo monocromático com o cromático, na dualidade dos sonhos e da realidade.
Há caminhos que são feitos dentro de nós, histórias acontecidas e pensadas, cuja aspereza implica uma expiação. Por outro lado nas artes plásticas podemos ser menos reveladores, escrevermos nas entrelinhas os pequenos desgostos e antipatias, retirando de dentro de nós a dor e a raiva. Poucos saberão das histórias aqui contidas, alguns imaginarão as suas próprias.

Ana Camilo

 

Ana Camilo – 1989, Lisboa. Licenciatura em Conservação e Restauro pelo IPT e Mestrado em Museologia e Museografia pela FBAUL.
Participa em exposições desde 1998, das quais cerca de uma centena de colectivas e uma dezena de individuais, realizadas em Portugal e no estrangeiro. Algumas obras expostas foram premiadas. Representada em colecções privadas nacionais e internacionais. Destacam-se as exposições:
Individuais: Blue Me, Museu Municipal de Estremoz (2021); On the Road, Galeria Vieira Portuense (2020); Entre Paragens, Casa Manuel Espregueira e Oliveira (2018); RED me between the lines, BAAG (2018); Miragens, Biblioteca do ISCTE (2017);
Colectivas: Despertar para agir, Galeria Olga Santos, Sala de Exposições da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro (2021); Da Leira para as Bouças (2020); Arte na Leira (2020; 2019); No inferno com vista para o céu, Galeria [A]Space (2020); Arte Nostra Damus 17 (2019, 2018, 2017); ARTE URBANA em MUPIS – AMIarte (2017); Damned, Detroit (2015);
Bienais: Paço de Arcos (2010), Avante (2019, 2017), Vidigueira (2018, 2016, 2012, 2010) e Carcavelos (2012); Prémio Infante D. Luís às Artes (2018) – menção honrosa.
Residências artísticas: La Bellezza salverà il Mondo, Museu Leonardiano, Vinci, Itália, (2021)
Ilustração de capas de livros e de rótulos para vinhos (edições limitadas). Participação em antologias de artistas e no programa A de Autor na RTP2.

www.anacamilo.com

 

//  Galeria (1.º Piso) //  Entrada livre